27/05/2012

Zóia a Mais Bela Jóia (Parte 6)



-Que horas são? -Perguntara Zóia, num tom de impaciência e ansiedade.
-Dezassete e treze, menina... -Respondera Catherin com a sua voz descontraída, que tentava acalmar Zóia. -O menino vem já, de certo que tem uma boa desculpa para o seu atraso. Ethan mandara uma carta de que antes de ir caçar com o pai, visitaria Zóia.

-Boas tardes. Desejo falar com a senhorita Zóia...
Nesse mesmo momento, Zóia desceu as escadas a correr e atirou-se para os braços de Ethan. Apanhado desprevenido, Ethan recuou uns passos, quase se desequilibrando.
-Minha donzela... passou-se quanto tempo? Uma, duas semanas?
-S-sim... Duas semanas desde aquele nosso ultimo encontro... Recebeu todas as minhas cartas? -Zóia sentia-se quente e protegida no meio dos braços de Ethan.
"Meu Deus!" -Pensava Zóia. -"Como fui capaz de correr para ele desta maneira? Não é o comportamento de uma dama... Ele vai achar-me uma maluca sem-vergonha..."
Como se lhe lê-se os pensamentos, Ethan acomodou a mente dela com as suas palavras:
-Gostei da maneira como me veio receber... Fez-me sentir desejado.
Ethan apertou-a mais contra o seu corpo, num gesto de carinho, como se a quisesse recompensar daquela atitude que tomara. Sentia-a a tremer, não a queria assustar, mas queria que ela se sentisse calma á vontade, e protegida com ele.
-Por favor! Francamente! Só depois do casamento! -Exclamou tio Morris enquanto os separava bruscamente. -Deviam ter vergonha na cara! E mesmo depois de casados, não devem fazer este tipo de coisa no meio do publico!
-Tenha calma... eu já estou de saída... vim perguntar ao senhor Morris se posso enviar encomendas para aqui... -Perguntou Ethan, enquanto estendia a mão para cumprimentar tio Morris. Talvez fosse um truque para fugir ao assunto do abraço. -É que vou agora mesmo caçar com o meu pai, e pretendia enviar alguma carne...
-Muito bem! Envie, receberei com muito gosto... Vai caçar o quê? Codornizes, javalis, coelhos?
-NÃO! -Gritou a voz fina e estridente de Zóia. -Coelhos não! Por favor, Ethan...-Os olhos imploravam, como se fosse chorar a qualquer momento.
-E porque não? -Respondeu friamente tio Morris, com um sorriso maligno na cara. -São até o meu prato favorito! Traga-me seis, por favor, cavalheiro...
Zóia começou a tremer, e algumas lágrimas lhe escorreram pelo rosto a baixo, quase sem se notarem.
Ethan não estava a gostar da atitude do tio:
-Peço perdão. Mas onde vou caçar, não existem tais animais. O senhor meu pai, tem lá uma família de raposas e não pretende colocar coelhos, pois as raposas tratavam de os matar e nós não os poderíamos caçar... -Explicou Ethan, calmamente, com a suga voz grave e serena, que conseguiu confortar Zóia.

Passou-se o dia. Zóia estava a escovar o seu cabelo quando, Catherin chega com uma cesta cheia de rosas meio alaranjadas, como as da mansão Othan.
-São para a senhorita, com cumprimentos do menino.
Muito depressa, Zóia levantasse e pega no cesto das rosas.
-Muito obrigada Catherin!
No meio das belas flores, havia uma carta:


"Santo Deus!" -Pensava Zóia. -"Mas o que faço? Tenho de ir... E se me descobrem? Ou pior... se o meu tio me descobre? Não importa! Amo Ethan! Amor e loucura andam juntos! Irei ter com ele..."

Há meia noite, Zóia levantou-se, abriu a porta, desceu as escadas e saiu pelas traseiras da cozinha.
O jardim estava escuro, e ouviam-se sons que para ela eram assustadores.
Uma mão tocou no ombro de Zóia. Ela estremeceu do susto, virou-se rapidamente e uns lábios tocaram nos seus.
-Boa noite minha donzela. Não se assuste, esse beijo foi só para a impedir de gritar...
-Ethan...
Zóia, aninhou-se nos braços de Ethan, não havia coisa que ela mais gostasse. Com o ouvido colado ao peito másculo de Ethan, Zóia ouvia as rapidas batidas do coração dele. Percebeu que algo o preocupava. Ganhou então coragem de dizer:
-Ethan... Eu o amo! -A sua voz tremula era doce e sincera.
Ele beijou-a e apertou-a mais contra si. Depois mordeu levemente a orelha de Zóia... Ela sentia-se quente, a escaldar... não sabia o que fazer nem o que dizer.
-Perdoe-me, mas tenho algo de importante para lhe dizer... -Sussurrara Ethan ao seu ouvido.


4 comentários:

  1. Nee nee Lindo *o*
    que terá o rapaz de importante para dizer à menina O.O
    Aquele continua faz-me entrar em desespero ç.ç

    ResponderExcluir
  2. Você desenha todo isto? Parabéns, são muito, muito lindos! Adorei, obrigada por postar :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, obrigada ^^''
      Mas olha nao fui eu que desenhei neste post... é uma imagem de net que eu editei ^^
      Mas fui eu que escrevi sim ^^

      Se quer ver desenhos meus, vai lá em cima e coloca "Meus Desenhos"
      (Cuidado, pode morrer de susto ao ver kkk eu nao sou uma artista)

      =b
      kissus e obrigada por comentar ^^

      Excluir

Se queres comentar:
☾ Nada de palavras indecentes!
☾ Se eu te conhecer, no comentário anónimo podes assinar no fim, por favor?^^
☾ Se quiseres falar comigo no msn podes adicionar:
bunnytsukino5@hotmail.com
☾ Diverte-te e comenta sempre que quiseres!

©